quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Proteção para o cidadão(ã)


Falar da falta de segurança de forma macro é bem diferente do que vivenciar ou ter alguem próximo que passa por uma situação de constrangimento e de medo.
Monnya, minha filha foi assaltada em plena praça pública aqui em Macapá.
Nesse momento o que conta é a vida.
Felizmente, nada de mais grave aconteceu e como diz o velho ditado: vão os anéis e ficam os dedos.
Graças a Deus, ela está bem, ainda que assustada.

4 comentários:

Adelino disse...

Bete, na verdade o sossego acabou.
E as causas são muitas: desemprego provocado pela automatização em massa. Hoje os bancos não precisam mais de bancários. Os clientes pagam as contas, sacam, ouvem saldos etc. Ligamos para um empresa em busca de uma informação e uma voz digitalizada nos oferece uma série infindável de opções, de caminhos, de encruzilhadas a seguir. Até que pensamos ter batido à porta certa. Engano: ficamos ouvindo dois/três minutos de música. E de repente a linha cai... E recomeça tudo. Caixas de supermercados não precisam mais saber qual o resultado de 2+2. E nem ver preços, que estão nos códigos de barras. Tudo isso gera o desemprego. Claro que isto não justifica nada, mas ajuda, principalmente àqueles que mesmo tendo trabalho à disposição ainda assim optam pelo caminho mais fácil, ainda que ilegal. Outro fator é o paternalismo excessivo do governo, a demagogia que encontram justificativas pra tudo. "Entendem" com muita facilidade o "dolce far niente", culpam a "elite". E assim vai. Não tenho muita fé que isso vá melhoral não, sinceramente.
Desculpe o tamanho do comentário.
Minha solidariedade a Monya.
Um grande abraço.

Nícholas Fernandes Gimenes disse...

Oi Bete, obrigado pelo comentário no meu blog! lamento pelo susto q sua filha passou.. infelizmente estamos todos sujeitos a essas situações.. graças a Deus q ñ foi além de um susto. Grande abraço! :D

Sonia H. disse...

Bete,

Só tenho a dizer: Graças a Deus, sua filha está bem.

Beijos,

Zany disse...

Bete, oxalá sua filhota esqueça logo o susto, e que Deus proteja os seus passos e a livre desses bandidos que não deveriam estar a solta por aí! Bjs!